3 de set de 2009

Use a imaginação para eliminar dores e ...


Use a imaginação para eliminar dores e pensamentos negativos

Ela pode aplacar aquilo que está incomodando, garante o psiquiatra Gerald Epstein, fundador do Instituto Americano de Visualização Mental e autor de IMAGENS QUE CURAM – PRÁTICAS DE VISUALIZAÇÃO PARA A SAÚDE FÍSICA E MENTAL, best-seller traduzido em 11 idiomas.
Selecionamos trechos e exercícios para inspirar sua visão interior
Deborah de Paula Souza/Ilustração Sandro Ricardo
"A visualização mental, como a intuição, é um tipo de pensamento não lógico usado para fazer contato com a nossa realidade interior subjetiva.
Quando executamos um exercício de visualização, sempre começamos definindo o que desejamos conseguir com tal exercício. E a cura pela visualização funciona melhor em ambientes e horários reservados para esse fim.
Nem todo exercício requer limpeza, mas ela é importante.
Sem querer ser moralista, eu diria que ser saudável é ser “limpo”, em todas as acepções da palavra. Muitas pessoas iludem a si mesmas se não veem nenhuma conexão entre a doença e um comportamento inescrupuloso, e as consequentes experiências de culpa e autopunição – mesmo que exteriormente saiam impunes de seus “ atos sujos”. Para chegar à cura devemos começar fazendo uma “faxina interior”.
Ela precede a abertura para as imagens mentais, ajuda a compreender o que nosso corpo e nossos sentimentos nos dizem.
medicina chinesa baseia-se na premissa de que as doenças nada mais são do que bloqueios do fluxo – ou seja, resistência à natureza mutável das coisas. As pessoas que trabalham com visualizações dizem que “sentir-se bem” está associado a “liberar” – coisas, ideias, preconceitos – e a parar de tentar deter o fluxo dos acontecimentos. Quanto mais o processo de liberação se intensifica, mais aumenta o bem-estar.
A visualização é um sistema de crença positiva.
Ela nos possibilita escolher a vida.
Uma grande sábia, amiga muito querida, presenteoume com um insight antes de sua morte. Eu lhe perguntara qual era o sentido da vida.
Ela respondeu: “ Torne-se uma lei para si mesmo. Torne-se sua própria autoridade”. Para mim, a declaração foi uma revelação. Para você, eu acrescentaria: deixe que o seu problema seja o ponto de partida para tomar as rédeas da sua vida. Os exercícios a seguir trabalham com a realidade subjetiva interior e, por meio dela, mudam a realidade física exterior.
fonte: claudia.abril.com.br
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...